HOME   |   FALE CONOSCO

27/03/2018

Reunião na Câmara de Mogi das Cruzes/ SP discute iluminação pública e segurança

A reunião do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) do Centro de Mogi das Cruzes, que se realizará amanhã, às 19 horas, na Câmara Municipal, terá um tom especial pela importância dos assuntos a serem tratados: iluminação pública e a implantação da segunda fase do programa “Vigília Solidária” idealizado pela Polícia Militar.

Segundo a presidente do Conseg, Carmen Cristina de Carlo, existe expectativa por parte dos moradores por causa da participação do secretário municipal de Obras, Walter Zago. “Há ruas na Vila Oliveira que não têm iluminação e outras que possuem ainda lâmpadas amarelas, que devem ser substituídas com urgência. Vamos indicar os locais mais escuros e pedir uma solução para a situação, pois acreditamos que essa é uma forma de o poder público colaborar no quesito segurança pública. Com certeza, se a Prefeitura atender a nossa reivindicação vai aumentar a sensação de segurança”.

Outro item que será discutido é a concretização da segunda fase do programa “Vigília Solidária”. Segundo ela, “a tenente Brenda Castro Dias (subcomandante da 1ª Companhia, do 17º BPM/ M) tem nos ajudado muito nesse aspecto. Pelo Whatsapp formamos um grupo de vizinhos e moradores da Vila Oliveira e conseguimos nos comunicar, orientar, dar e receber informações sobre o bairro em questões de segurança. Acreditamos que já está dando certo e servindo como prevenção. Agora, nesta segunda fase, será necessário instalar placas, ressaltando que nós, moradores da Vila Oliveira, aderimos ao sistema de ‘Vigilância Solidária’. Este fato também é uma forma de ajudar a conter a criminalidade”.

As Polícias Civil e Militar participam com assiduidade das reuniões. O delegado Argentino da Silva Coqueiro, titular do Distrito Central, mantém sob a sua jurisdição a região central de Mogi e os bairros mais próximos, entre os quais, a Vila Oliveira. Ele ressaltou a relevância da atuação do Conseg na prevenção aos crimes.

“É uma forma de a comunidade verificar os problemas relativos à criminalidade e informá-los às autoridades policiais, muitas vezes, até sugerindo e indicando os locais onde o policiamento deve ser reforçado no caso da Polícia Militar, responsável pela ação ostensiva e preventiva. Já em termos de Polícia Civil a quem compete as investigações de crimes, também recebe colaborações porque os moradores podem passar dados que permitem levar criminosos à prisão pelo Disque Denúncia – 181 ou pelo telefone da Delegacia – 4799.3132. E não é preciso se identificar”, esclareceu o delegado.

Para ele, “o Conseg faz o que os órgãos de segurança sempre tiveram como objetivo: a aproximação da Polícia com a comunidade”.

Fonte: O Diário de Mogi

área Restrita

e-mail
Senha


ABRASI - Av. Vereador José Diniz, 3720, Conj. 705, Campo Belo, CEP 04604-007 - São Paulo/ SP
Telefone: (11) 4063-4714 - E-mail: abrasi@abrasi.org.br
© Copyright 2014 - ABRASI - Todos direitos reservados
Lazz Design