HOME   |   FALE CONOSCO

07/03/2019

Reforma da iluminação pública de Porto Alegre/ RS avança e deve ter edital publicado em 60 dias

Após anos de estruturação e desenho do projeto, a Prefeitura de Porto Alegre enfim avança no encaminhamento da reforma na iluminação pública da capital. A troca das lâmpadas vai acontecer através de uma Parceria Público Privada, que teve o apoio do BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Social, na formulação do projeto.

A ideia vem desde o início da gestão do prefeito Nelson Marchezan. O Secretário Municipal de Parcerias Estratégicas, Bruno Vanuzzi, explicou o cronograma, em entrevista ao Jornal Gente. Em abril, uma audiência pública para explicar o projeto deve ser realizada. Em maio, a licitação deve ser publicada.

“Os projetos de infraestrutura, projetos grandes assim como esse, obedecem sempre uma lógica de 18 a 24 meses de estruturação. A gente sabe que o cidadão sempre quer agilidade, sempre tem uma expectativa maior, mas também se a gente parar pra pensar, quando vamos construir a nossa casa, a coisa não é tão mais rápida que isso: olha o terreno, negocia, compra o terreno, escolhe o arquiteto, faz o projeto, escolhe o construtor e começa a construir. Todo esse ciclo, até botar o primeiro tijolinho nunca é menos do que dois anos”.

A partir daí, a empresa vencedora da licitação vai custear a operação da troca de toda as lâmpadas de luminárias da cidade, por lâmpadas de led. O contrato com a empresa vai durar 20 anos. Além da qualidade das lâmpadas, a troca na tecnologia utilizada na iluminação é um dos objetivos da Prefeitura.

“A fotocélula é ativada por luz, então quando começa a anoitecer a lâmpada acende e quando amanhece a lâmpada apaga, com base num equipamento local. Só que nós temos 100 mil fotocélulas na cidade e um equipamento que é passível de erro. Então tudo isso é uma coisa que hoje vem sendo substituída gradualmente nas grandes cidades pela chamada telegestão”, afirma o secretário.

“A telegestão é um sistema de rádio em que as lâmpadas se comunicam entre si e esse sistema também pode carregar outros pacotes de dados. Essa é a porta de entrada das cidades inteligentes”, explica.

Vanuzzi falou também sobre outras parcerias público privadas que devem ser lançadas nos próximos meses. Uma delas envolve o mobiliário urbano da cidade, com foco nos relógios de rua. Em troca, a empresa vencedora vai poder vencer espaços de publicidade nos relógios. Uma das mais avançadas, também é a que envolve a administração e manutenção do Auditório Araujo Viana, no centro da cidade.

O contrato com a antiga concessionária está acabando. Na troca, a Prefeitura vai aproveitar para ampliar o projeto.

“O teatro Tulio Piva tem um orçamento de mais ou menos R$ 4 milhões de reforma, e nós vamos incluir neste pacote. O Araujo Viana até está em boas condições, ao contrário da licitação anterior, que foi há dez anos, e tinha problemas estruturais muito sérios, dessa vez é simplesmente um termino de contrato e nós vamos ter que fazer uma nova licitação”.

O interesse do mercado na exploração destas atividades também gera algumas dúvidas. Vanuzzi fala que as consultas feitas pela Prefeitura geram otimismo sobre o possível interesse de empresas. A maior complicação está na reforma do mobiliário.

“O mobiliário urbano é sempre um enigma, esse é um mercado totalmente complicado. Então quando falamos em mobiliário urbano sempre existe a questão do mercado publicitário, da economia. Nós temos uma interação, por incrível que pareça, com o mercado de aeroportos, onde tem uma publicidade muito intensa, com muito valor agregado. Nós torcemos para que tenha uma boa atratividade”.

A troca de todas as lâmpadas da cidade deve demorar dois anos, desde a assinatura do contrato. Sobre o Araujo Viana, a atual administradora do espaço já encaminhou um oficio para a Prefeitura, garantindo o interesse em participar da nova licitação.

Fonte: Band

área Restrita

e-mail
Senha


ABRASI - Av. Vereador José Diniz, 3720, Conj. 705, Campo Belo, CEP 04604-007 - São Paulo/ SP
Telefone: (11) 4063-4714 - E-mail: abrasi@abrasi.org.br
© Copyright 2014 - ABRASI - Todos direitos reservados
Lazz Design